MasterCard: Vai poder pagar as suas compras com uma selfie

ng4880626

Já encontrou o produto que tanto procurava no site de comércio online, agora para pagar tem apenas de tirar uma selfie. O cenário parece saído do filme Relatório Minoritário para pode ser uma realidade já em meados de 2016 para os clientes Mastercard, noticia a Fast Company.

A empresa de cartões de crédito está a testar desde setembro um sistema biométrico de pagamento que permite que uma fotografia sirva de verificação para as transações online feitas no computador ou no smartphone.

O Pay by Selfie está a ser testado em conjunto com First Tech Credit Union, em colaboração com 200 colaboradores que fazem pagamentos a uma ONG, sendo as transações confirmadas ou através da identificação facial ou através de impressões digitais. Basicamente, o cliente tira uma fotografia que vai servir de comparação quando tira uma selfie para autentificar que a compra foi feita efetivamente por si.

Não é o único sistema biométrico que tem vindo a ser testado pelas empresas: medidores dos batimentos do coração (usados no pulso), reconhecimento de voz ou da íris são outros dos mecanismos usados pelas instituições financeiras visando com isso reduzir a fraude.

Fonte: http://www.dinheirovivo.pt/

Oportunidade de Emprego – RESPONSÁVEL GESTÃO QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA (M/F)

logo-MECWIDE_big

Fazer parte do grupo Mecwide é ter a oportunidade de pertencer a uma equipa internacional onde os colaboradores são valorizados e a formação, uma forte aposta.
Graças à nossa ambição, ultrapassamos barreiras e o sonho da internacionalização que parecia distante tornou-se real.
Estou certo que este sucesso se deve, em grande parte, à capacidade de criar uma cultura de exigência e aptidão permanente e à forma como atuamos no mercado. Dinâmicos mas sempre comprometidos com os valores que nos trouxeram até aqui, atuamos com sobriedade, simplicidade e acima de tudo transparência.
Parta nesta descoberta. Conheça o Grupo Mecwide.
Founder and CEO
Carlos Palhares

Neste sentido, estamos à procura de um RESPONSÁVEL GESTÃO QUALIDADE, AMBIENTE e SEGURANÇA para
Vilaseca, Barcelos(m/f), cuja missão será garantir a certificação integradas das empresas do grupo em Qualidade, Ambiente e Segurança

FUNÇÃO:

1. Qualidade:
Representar a empresa em todos os assuntos relacionados com ambiente, qualidade e segurança. Fazer a ligação com a entidade certificadora;
Planear, coordenar e gerir todo o SGQ;
Integrar todos os processos do Grupo uniformemente;
Coordenar e Garantir a Qualidade do serviço/produto nas normas de construção exigidas pelo mercado;
Assegurar o cumprimento das exigências e especificações internas e externas;

2. Segurança e ambiente
Efetuar análise de riscos, implementar medidas de controlo, monitorização de EPI`s;
Analisar os impactes ambientais das atividades, produtos e serviços da empresa;
Elaborar e acompanhar programas de gestão ambiental;
Atualização documental da área;
Formar equipas em HST e ambiente.

Elaboração de programas de auditorias, acompanhamento e implementação de medidas;
Estudar, conhecer, formar e garantir a atualização da empresa nas respetivas normas do sector.
Desenvolver uma cultura de excelência e rigor na área respetiva.

Profile:

Licenciatura em Engenharia;
Pós graduação em Engenharia de Soldadura será considerado uma mais valia;
Experiência mínima de 3 a 5 anos em Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança ;
Experiência no sector da Metalomecânica (factor preferencial não exclusivo)
Domínio da norma ISO 9001;
Formação e domínio de auditorias;
Curso de técnico superior de HST – nível V;
Domínio de ferramentas informáticas;

Conhecimentos sólidos na área de gestão do ambiente;
Capacidade de planeamento e organização, iniciativa, de análise de problema e tomada de decisão;
Competências de comunicação persuasiva, relacionamento interpessoal e gestão de equipas;
Capacidade em gestão de equipas.
Espírito critico, inovador e persistente.
Fluência em Inglês;
Disponibilidade para viajar.

More details:

Alocado à sede do Grupo – Barcelos, terá oportunidade de estabelecer relações ao nivel nacional e internacional.
Integração num grupo internacional com perspectivas de franco crescimento.
Aprendizagem e desenvolvimento contínuos;
Desenvolvimento e implementação de oportunidades de melhoria
Projecto empresarial jovem, dinâmico, exigente e ambicioso.

por favor enviar candidatura para: aferreira@mecwide.com

Application deadline:
Mon, 10/26/2015

Oportunidade de Emprego – RESPONSAVEL DE QUALIDADE (M/F)

unnamed

Responsável de Qualidade (Grande Porto)
(m/f)
RQ/15 P

Função/Perfil:
Este profissional deverá ter como perfil:
Formação superior em Engenharia de Gestão Industrial ou Mecânica (preferêncial);
Experiência em qualidade no sector da metalomecânica;
Domínio de normas NP antiga e atual;
Experiência em controlo de qualidade, controlo das características dos produtos e utilização de instrumentos de medição (paquímetro, micrómetros, calibres);
Leitura de desenho técnico;
Experiência em Liderança, Gestão de Equipas;
Capacidade de planeamento e organização, análise de problemas, iniciativa, comunicação e trabalho em equipa, gestão de stress.
Rigor técnico e sentido de responsabilidade.

Profile:

Função:
Assegurar a recolha e tratamento de indicadores da Qualidade;
Execução das atividades de qualificação de processos e de fornecedores, com enfoque em fornecedores do ramo Metalomecânico
Realização de auditorias internas e aplicação de ferramentas de qualidade;
Monitorizar a implementação de ações corretivas
Acordar junto dos fornecedores os planos de controlo a implementar
Definição características especiais do produto e do processo com os fornecedores
Disponibilidade para deslocações internacionais;
Gestão de equipas

More details:

Condições:
Integração numa grande empresa em franco crescimento e expansão internacional com excelente ambiente de trabalho;
Aprendizagem e desenvolvimento contínuos;

Os interessados deverão candidatar-se enviando o seu CV para porto@pessoasesistemas.pt

Application deadline:
Fri, 10/16/2015

Oportunidade de Emprego – DIRETOR COMERCIAL (M/F)

unnamed

A A. J. Aguiar, com sede em Lourosa, Vila da Feira, no mercado há mais de 28 anos, tem como actividade a distribuição nacional e internacional exclusiva de um conjunto de marcas e licenças de renome mundial em brinquedos e produtos didáticos.
Para o desenvolvimento de uma nova área de negócio, onde a componente inovadora é o mote do projecto, está interessado em recrutar um Director Comercial (M/F).

Função:
Conhecimentos sólidos na gestão comercial;
Coordenação no processo de I&D do produto;
Gestão de grandes contas: stock, estratégia de marketing, vendas, análise de margens, análise da concorrência;
Negociação e estabelecimento de parcerias com grupos distribuidores nacionais e internacionais;
Apoio na definição e implementação da estratégia comercial da marca a promover.

Profile:

Perfil:
Licenciatura em Economia, Gestão, Marketing ou áreas similares;
Experiência mínima de 3 anos em funções similares – contacto com o mercado, desenvolvimento e acompanhamento de clientes;
Capacidade de comunicação persuasiva, obtenção de resultados, iniciativa, trabalho em equipa; gestão de stress e tempo;
Capacidade de planeamento e organização e de análise de problema;
Fluência em Inglês;
Domínio de ferramentas informáticas;
Disponibilidade para viajar.

More details:

A função proporciona:
• Desafio profissional muito interessante
• Remuneração e incentivos adequados
• Integração num Grupo Empresarial em crescimento

Respostas, com CV e fotografia para:

António Xavier: axconsult@gmail.com

Oportunidade de Emprego – GESTOR DE MERCADOS EXTERNOS (M/F)

unnamed

A A. J. Aguiar, com sede em Lourosa, Vila da Feira, no mercado há mais de 28 anos, tem como actividade a distribuição nacional e internacional exclusiva de um conjunto de marcas e licenças de renome mundial em brinquedos e produtos didáticos. Para o desenvolvimento de uma nova área de negócio, onde a componente inovadora é o mote do projecto, está interessado em recrutar um Gestor de Mercados Externos (M/F)
FUNÇÃO:
– Colaboração no desenvolvimento da estratégia de internacionalização;
– Desenvolvimento de ações para a implementação da estratégia de internacionalização;
– Identificação e desenvolvimento de novas oportunidades de negócio ao nível internacional;
– Colaboração na adaptação dos vários produtos às tendências de cada mercado;
– Gestão e acompanhamento de Grandes Contas, bem como da rede de Distribuidores/Representantes.

Profile:

– Licenciatura em Economia, Gestão, Marketing ou áreas similares são preferenciais;
– Orientação para o mercado e forte motivação comercial
– Disponibilidade para deslocações ao estrangeiro;
– Experiência de negociação em mercados internacionais;
– Participação em feiras internacionais;
– Competências valorizadas: Integridade, criatividade, proactividade, responsabilidade, dinamismo, espírito de equipa, orientação aos resultados.
– Fluência em Inglês;
– Domínio de ferramentas informáticas;

More details:

A função proporciona:
• Desafio profissional muito interessante
• Remuneração e incentivos adequados
• Integração num Grupo Empresarial em crescimento
Respostas, com CV e fotografia para:
António Xavier: axconsult@gmail.com

Application deadline:
Fri, 10/30/2015

Oportunidade de Emprego – GESTOR DE CLIENTES (M/F)

unnamed

A A. J. Aguiar, com sede em Lourosa, Vila da Feira, no mercado há mais de 28 anos, tem como actividade a distribuição nacional e internacional exclusiva de um conjunto de marcas e licenças de renome mundial em brinquedos e produtos didáticos. Para o desenvolvimento de uma nova área de negócio, onde a componente inovadora é o mote do projecto, está interessado em recrutar Gestores de Clientes (M/F)
FUNÇÃO:
Estabelecer parcerias comerciais;
Prospeção de mercado nacional e/ou internacional, desenvolvimento e atualização de base dados;
Fazer gestão das vendas (contas, clientes, territórios);
Gerir e definir toda a cadeia de valor com foco no cliente final;
Foco nos objetivos e na definição de canais comerciais rentáveis;
Definição de políticas de preços, análise da concorrência e hábitos de consumo;
Apoio na definição do plano de Marketing em linha com os objetivos comerciais;
Apoio na definição e implementação da estratégia comercial da marca a promover.

Profile:

Licenciatura em Economia, Gestão, Marketing ou áreas similares são preferenciais;
Experiência em áreas comerciais são preferenciais;
Experiência de trabalho no mercado Retalhista;
Capacidade de comunicação persuasiva, serviço ao cliente, sensibilidade comercial, iniciativa, decisão e trabalho em equipa;
Capacidade de planeamento e organização e de análise de problema;
Fluência em Inglês;
Domínio de ferramentas informáticas;
Disponibilidade para viajar.

More details:

A função proporciona:
• Desafio profissional muito interessante
• Remuneração e incentivos adequados
• Integração num Grupo Empresarial em crescimento
Respostas, com CV e fotografia para:

António Xavier: axconsult@gmail.com

Application deadline:
Fri, 10/30/2015

“Facebook, para quê? Para falarem mal da minha empresa?” by Pedro Fonseca da KAKSIMEDIA

alone

Interessante artigo de Pedro Fonseca – CEO & Founder da Kaksi tendo como tema a razão de algumas empresas não quererem marcar a sua presença nas redes sociais

“Quando abordamos a questão das redes sociais com algumas empresas, este é um dos principais receios que encontramos por parte de algumas empresas e que levam a não ter presença nesta rede.

“Temos receio de reclamações num local público. Os nossos concorrentes. clientes insatisfeitos, ou até ex-funcionários podem trazer a público informações que denigrem a imagem da minha empresa”

Sim, compreendemos que há quem queira falar mal da sua empresa. Mais, aceitamos que criem boatos sobre a sua empresa, lancem calúnias, ou até que tendo razão e estando insatisfeitos, se manifestem publicamente.

Mas sabe que mais? Quem quiser criar boatos, lançar calúnias ou simplesmente mostrar desagrado com os seus produtos ou serviços, não vai ficar calado simplesmente porque a sua empresa não tem uma página Facebook. Dizem que a internet é muito grande e providencia uma grande variedade de locais para qualquer um ‘vomitar’ fúrias, raivas e angústias.

Acha que isolando-se dentro de uma redoma de vidro, condenado a estar desconectado para evitar ouvir reclamações o vão salvar a si e à sua empresa?

Dying alone in the dark side is not the answer

E então? Como se defende de tudo o que queiram falar sobre a sua empresa nos confins da internet?

Lembre-se que é normal que um cliente insatisfeito ou irritado utilize o Facebook para dar a conhecer a sua experiência.

Tenha confiança nos seus serviços e produtos, e providencie um local (que controla) para gerir as reclamações que os seus clientes possam ter. Ao gerir as reclamações (de forma publica), permite que a sua comunidade verifique com resolve situações menos positivas que possam ter acontecido.

Errar e falhar é normal, mas resolver é extraordinário.

Deixo-vos um caso recente de um restaurante de Sushi que costumo frequentar, que teve uma avaliação de 1 estrela no Facebook:

sushi

Histórias como esta há muitas, mas digam lá se não é bom ter a oportunidade de limpar (publicamente) a má imagem com que um cliente ficou dos nossos serviços ou produtos?

Agora, se o seu produto ou serviço é mesmo muito mau, então não se limite a fechar as suas redes sociais, aproveite o lanço e feche mesmo as portas do negócio.

Por vezes somos ‘brutos’ (quando tem de ser), mas isso já vocês sabiam, certo?”

11159506_10153238369749169_5136854417332271029_n

Pedro Fonseca – CEO & Founder da Kaksi

http://kaksimedia.com/

As 7 leis de psicologia de vendas

Imagem1

Existem sete leis gerais de vendas que explicam como as atitudes psicológicas internas podem controlar e influenciar os acontecimentos externos:

 Causa e efeito – Todos os acontecimentos ocorrem porque algo os provoca.

Compensação – O que se obtém é aquilo para o qual se investiu. A compensação é mais ou menos proporcional aos esforços empreendidos.

Controlo – Cada um de nós sente-se bem consigo mesmo se conseguir controlar o rumo da sua vida. Se só fizer o que é compatível com os seus objectivos, ganhará uma atitude positiva.

Crença – Aquilo em que se acredita, com emoção, transforma-se em realidade. O primeiro passo para ser um grande vencedor é acreditar nessa ideia.

Concentração – Aquilo em que mais investir, em tempo e dedicação, será aquilo que maiores benefícios lhe trará. Quanto mais ocupar o seu tempo com actividades importantes para si, mais positivo será o resto da sua vida.

Atracção – Nada tem mais sucesso do que o sucesso. O sistema funciona como uma bola de neve. O sucesso actual gera ainda mais sucesso no futuro.

Correspondência – O mundo exterior é um reflexo do seu mundo interior, ou seja da pessoa que realmente é. Se for uma pessoa simpática e positiva será tratado da mesma forma pelos outros.

Condensado de Advanced Selling Strategies de Bryan Tracy

Jovem brasileira cria tecnologia para “imprimir” casas baratas

AGE20150902282-kuoG-U101644352529MGD-1024x642@GP-Web

Startup brasileira cria tecnologia para ‘imprimir’ casas baratas

Com apenas 22 anos, a brasileira Anielle Guedes impressiona não só pelo conhecimento a respeito do que fala, mas também pela experiência. Já foi tradutora da Anistia Internacional, filmou um documentário apresentado na Unesco, discursou duas vezes na ONU e participou de um curso na Agência Espacial Americana (Nasa).

Hoje, ela é dona de uma startup que quer reduzir os custos da construção civil utilizando a impressão 3D. Nascida em São Paulo, Anielle começou cedo a chamar a atenção dos pais.

Com 6 anos, lia tudo que via pela frente: de bulas de remédio a enciclopédias. Não se conformou quando escutou a música “My Heart Will Go On”, de Céline Dion, por não aceitar que havia pessoas que se comunicavam em outro idioma. Resolveu aprender inglês.

Aos 13, já fluente na língua, passou a colaborar como voluntária na Anistia Internacional, traduzindo textos. Mais velha, entrou nas faculdades de Economia e Física. Trancou as duas, por não encontrar o que queria.

Ano passado achou o caminho: durante um curso realizado na Singularity University, na Nasa, a jovem entrou em contato com empresas que realizavam impressão 3D de materiais de construção, o que diminui gastos e corta prazos.

Encantada com a tecnologia, resolveu criar a sua própria startup: a Urban3D. Por meio da empresa, Anielle quer alterar a lógica do mercado da construção civil. O custo de materiais e o tempo da construção de edifícios seriam extremamente reduzidos.

A ideia seria imprimir as moradias em poucas semanas e por um custo até 80% menor do que é praticado pelas empresas tradicionais, graças a um maquinário mais barato e um material mais sustentável e acessível. Tudo isso, aliás, está cada vez mais viável.

Com material já em fase de otimização, a Urban3D está se firmando estruturalmente. Contando com a ajuda de apenas cinco pessoas – entre engenheiros e desenvolvedores de negócios -, a ideia de Anielle é utilizar impressoras para criar módulos pré-formatados digitalmente. Essas máquinas, que possuem uma estrutura imensa, utilizariam um concreto especial para imprimir vigas, pavimentos, paredes e detalhes da arquitetura das residências.

Para isso, a impressora faria extrusão do concreto, colocando-o camada por camada para fazer paredes e outras estruturas. Este robô, que já está com o protótipo pronto, só precisa de financiamento para desenvolver o primeiro produto funcional.

Apesar dos poucos funcionários, a Urban3D conta com importantes parceiros para desenvolver materiais e a impressora em questão. Uma empresa alemã na área de química, por exemplo, está criando um novo produto feito a base de recicláveis para substituir o concreto.

Enquanto isso, empresas na área de maquinário pesado e de robótica estão desenvolvendo máquinas e tecnologias para viabilizar a impressão como planejada e realizada em outros locais do globo. Berço da empresa, a Nasa também já procurou Anielle para desenvolver um projeto ainda não divulgado.

Além disso, a ONU – que a convidou para discursar sobre a Urban3D em Genebra – também é uma de suas parceiras, divulgando o projeto em escala global. Tecnologia social A impressão 3D de materiais de construção não é inteiramente nova. Alguns fatores, porém, diferenciam a Urban3D de outras companhias, segundo Anielle. “O primeiro é que as outras empresas tem um enfoque muito grande no desenvolvimento de maquinários. Mas nós também pensamos nos materiais”, conta ela.

“E estamos olhando para a impressão in loco, não de peças. Além disso, eles falam em imprimir casinhas de um andar. O nosso produto final será um prédio de, no mínimo, quatro andares.” No Brasil, ela tem o objetivo de construir moradias sociais. “Já contatamos a prefeitura e o Ministério do Planejamento”, conta. “Tentaremos, também, fechar parceria com o CDHU.”

O objetivo de Anielle, porém, vai além. “O mundo tem um déficit habitacional de dois bilhões de pessoas. Em 15 anos, esse número vai subir para 4 bilhões. E nós não temos dinheiro para acompanhar esse crescimento”, comenta. “Como posso fazer algo útil para isso?”

A resposta? Para Anielle, a tecnologia. “Não adianta achar materiais de construção 5% mais baratos. Tem de ser dez vezes mais acessível”, comenta. “A tecnologia tem um papel central nisso: como a gente altera os processos e as cadeias produtivas para que elas sejam mais eficientes?” Ela mesma responde: “a tecnologia é determinante para atingir objetivos de fazer cidades melhores, mais inclusivas, mais sustentáveis, além de, principalmente, promover a qualidade de vida das pessoas”.

Fonte: http://revistapegn.globo.com/

O Que Querem os Clientes? Saiba como criar valor na relação comercial para aumentar as suas vendas de Ram Charan

image

Mais do que nunca, o processo de vendas tende a ser uma guerra de preços. Mas há outra forma de pensar sobre as vendas, como defende o autor Ram Charan, o guru da gestão que é famoso por esclarecer e simplificar problemas comerciais difíceis.

O que os clientes querem saber é se o seu negócio pode ajudá-los a trabalhar melhor. Parece simples, mas há um ponto a considerar: não será capaz de o fazer abordando as vendas da forma tradicional.

Em vez de partir do seu produto ou serviço, comece pelos problemas do seu cliente. Concentre-se em tornar-se o seu parceiro de confiança, alguém em quem ele encontre criatividade, soluções eficazes, conhecimento profundo dos seus valores e objectivos.

Este livro apresenta uma nova abordagem prática às vendas, que Ram Charan designa por “Venda com Criação de Valor”. A abordagem VCV tem sido testada em diferentes sectores e em empresas como a Unifi, a MeadWestvaco e a Thomson Financial. Irá permitir-lhe, entre outras possibilidades:

– Obter um conhecimento mais profundo dos problemas do seu cliente;
– Compreender como a empresa do seu cliente toma decisões;
– Melhorar as margens de lucro;
– Desenvolver novas ofertas;
– Fazer com que o preço receba a prioridade certa.

A estratégia VCV irá diferenciá-lo da concorrência, possibilitando uma melhor fixação de preços, maiores margens de lucro e crescimento, baseados em sólidos relacionamentos com os clientes que se aprofundam com o tempo.

No futuro, todas as empresas irão escutar o cliente com mais atenção e todos os gestores irão perceber que as vendas não são responsabilidade exclusiva do departamento comercial. Para que isso possa ser uma realidade, este livro mostra-lhe por onde começar.